Menor Custo de Uso 2020: os sedãs médios mais baratos de manter

Combustível, seguro, manutenção: gastos que ninguém consegue escapar determinam o ranking dos Sedãs Médios no Menor Custo de Uso 2020

1º Prius Hybrid 1.8 – O preço não é dos mais em conta, mas os custos são de carro 1.0

Prius: custa caro na saída, mas pelo menos o híbrido “devolve” parte do investimento com seu baixo consumo de combustível

Prius: custa caro na saída, mas pelo menos o híbrido “devolve” parte do investimento com seu baixo consumo de combustível (Fernando Pires/Quatro Rodas)

O primeiro filtro deste comparativo foi feito com a seleção dos dez modelos mais vendidos em 2019 – o Prius foi o décimo colocado.

Mas, apesar de ser o último a entrar no baile, o híbrido conquistou a primeira posição da categoria com muita facilidade – até porque o preço de tabela não é levado em conta, já que a proposta aqui é falar especificamente de custos após a compra. 

Obviamente, a grande arma do híbrido da Toyota foi o baixo consumo de gasolina (23,8 km/l na cidade e 18,2 km/l na estrada).

O segundo colocado também entrou no Menor Custo nos acréscimos. O Arrizo 5 ficaria de fora porque o modelo 2021 – com câmbio CVT de nove marchas e mudanças de conteúdo – ainda não estava disponível.

Na véspera do fechamento, porém, conseguimos uma unidade para teste. E o chinês fez bonito: à exceção do híbrido Prius, o Arrizo 5 foi o único com custo mensal abaixo de R$ 600.

O Cruze foi melhor do que o Arrizo 5 em gasto anual com combustível (R$ 5.119 ante R$ 5.188), e revisão (R$ 292/R$ 442), mas a diferença de preço de seguro (R$ 1.787/R$ 1.322) foi suficiente para encarecer o custo mensal e deixar o Chevrolet atrás do Chery no placar final.

O Corolla poderia ter ido além da quarta colocação se a versão mais vendida tivesse sido a híbrida Altis.

Com gratuidade das três primeiras revisões, o Jetta ainda se mostra econômico, mas tropeça no preço do seguro (o mais caro do grupo). Com o Sentra, foi o contrário: o seguro é barato, mas o consumo alto joga contra.

Sedãs Médios 1o – Prius Hybrid 1.8 Aut. 2o – Arrizo 1.5T RTS Aut. 3o – Cruze Premier 1.4T Aut. 4o – Corolla XEi 2.0 Aut. 5o – Jetta R-Line 1.4T Aut. 6o – Sentra SV 2.0 Aut.
Preço (em R$) 134.990 85.000 (valor estimado) 111.090 112.990 119.990 96.990
Custo mensal (em R$) 470 579 600 608 613 629
Revisão (em R$) 320 442 292 339 0 279
Seguro (em R$) 2.314 1.322 1.787 1.831 2.407 1.364
Consumo urbano (em km/l) 23,8 11,8 11,7 11,9 12,2 10,1
Consumo rodoviário (em km/l) 18,2 15,2 16,5 15,5 16,7 14,5
Gasto anual com combustível (em R$) 3.012 5.188 5.119 5.130 4.944 5.906

Como selecionamos os carros para o Menor Custo de Uso

Entender previamente as preferências, os desejos e as necessidades da família é apenas uma das etapas que levam à decisão do novo carro que vai ocupar a garagem de casa.Já no campo estritamente racional é preciso fazer contas. É por isso que, de tempos em tempos, QUATRO RODAS publica o Menor Custo, um material especial com os modelos que pesam menos em seu bolso no primeiro ano de uso.

Análise completa do mercado revela quais são os modelos mais baratos de manter no primeiro ano de uso, divididos em seis categorias

Análise completa do mercado revela quais são os modelos mais baratos de manter no primeiro ano de uso, divididos em seis categorias (Fernando Pires/Quatro Rodas)

O passo inicial do Menor Custo 2020 foi filtrar os dez carros mais vendidos em 2019, considerando inicialmente o modelo e, em seguida, a versão em seis categorias: Hatches Compactos, Sedãs Compactos, Sedãs Médios, SUVs Compactos, SUVs Médios e Picapes Diesel

A fase seguinte elimina os quatro piores participantes no item Custo Mensal, obtido com base numa ampla análise de gastos no primeiro ano de uso que contempla os seguintes pontos:

Combustível Manutenção Seguro Custo mensal Preço de tabela
Usamos as marcas de consumo obtidas em nossos testes, fazendo a média ponderada do uso (70% urbano, 30% rodoviário). O preço do combustível (R$ 4,375 o litro da gasolina comum e R$ 3,816 o litreo do diesel S10) é o valor médio na cidade de São Paul, segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo), no início de fevereiro. Calculamos o custo para rodar 15.000 km, distância média percorrida em um ano. Despesas com as revisões recomendadas, previstas pelas  fábricas para o primeiro ano ou 15.000 km. O valor publicado refere-se à menor cotação dentre todas as obtidas pela TEx, fornecedora do Teleport, software de gestão e multicálculo para corretoras que contemplam as maiores seguradoras do Brasil. Perfil QUATRO RODAS: homem, casado, 35 anos, sem filhos. Obtido pela soma das despesas durante um ano dividido por 12. Os valores são os sugeridos pelas fábricas, coletados no início de fevereiro.

Como valores de taxas de emplacamento, primeiro registro e IPVA diferem em cada estado do Brasil, o Menor Custo não contempla as despesas com documentação.

Então, se você está de olho num sedã, boa compra!

About The Author

Reply