Amortecedor: entenda a importância e os riscos do mau funcionamento

6 minutos para ler

O amortecedor é uma peça muito importante para o carro e que tem, inclusive, relação com segurança do veículo, já que ela é o principal item do sistema de suspensão — um dos componentes de maior importância nos automóveis.

A suspensão, por sua vez, atua para manter de maneira constante o contato dos pneus com o chão, a fim de proporcionar dirigibilidade e estabilidade ao veículo, sendo fundamental zelar pela sua conservação.

Se você tem interesse pelo tema e deseja entender, de fato, como funciona o amortecedor e para que ele serve, continue a leitura deste post que vamos apresentar todos os detalhes. Confira!

Como funciona um amortecedor automotivo?

Como citamos, a suspensão é um dos componentes mais importantes do carro. Uma de suas partes fundamentais é o amortecedor. Peça que é responsável por amortecer os impactos entre o carro e o piso e que, também, é fundamental para a segurança, frenagem e estabilidade do veículo, principalmente em curvas.

Contar com um amortecedor confiável é fundamental, sendo que essa peça é conhecida como um dos itens do “Triângulo da Segurança”, com o pneu e freio — componentes que de maneira imprescindível precisam estar em perfeito estado para garantir a segurança do veículo.

O amortecedor funciona em conformidade com o princípio da hidráulica em que o fluido é transportado de uma câmara a outra. Em geral, no espaço vazio gás nitrogênio é injetado no sistema pressurizado.

É necessário que o fluido passe pelas válvulas que controlam a passagem do fluido hidráulico de acordo com a pressão recebida mecanicamente. Assim, sempre que o amortecedor abre ou fecha o fluido hidráulico é forçado a passar pelas válvulas impedindo que o carro salte com a ação de retorno das molas. Desse modo, o amortecedor não garante apenas a segurança, como também o conforto de todos os ocupantes do veículo.

Quais são os principais sintomas do mau funcionamento do amortecedor no carro?

Agora que você já sabe como o amortecedor automotivo funciona, você deve estar se perguntando como é possível saber se ele está funcionando corretamente para garantir a segurança do veículo, não é mesmo?

Contar com amortecedores em boas condições é importante especialmente em situações de curvas e desvios bruscos, pois em momentos como esses a suspensão é fortemente exigida e é necessário contar com total condição de dirigibilidade.

Muitas vezes o amortecedor também é exigido em freadas, podendo haver perda de efetividade e aumento na distância percorrida nos casos em que a peça não está funcionando da maneira adequada.

Entre os principais sintomas do mau funcionamento do amortecedor no carro está a perda de ação que pode levar a falta de estabilidade e balanço excessivo da carroceria.

Além disso, os demais sistemas de segurança, como c estabilidade e freios apenas conseguem realizar a sua correta atuação quando os amortecedores do carro estão em funcionando perfeitamente. Quando os amortecedores danificados não são trocados, até mesmo, o desgaste dos pneus pode ocorrer de modo mais rápido.

O que observar para saber se o amortecedor está funcionando corretamente?

Em geral, sinais claros são apresentados quando é preciso trocar o amortecedor da moto ou do carro. Como se trata de uma peça que trabalha realizando o movimento de sobe e desce, quando ela está muito desgastada os impactos não são amortecidos da maneira correta e são transferidos tanto para os braços de suspensão quanto para a carroceria do veículo.

Contudo, quando os impactos não são amortecidos costuma ser fácil para os ocupantes do veículo perceberem que a peça não está trabalhando adequadamente, especialmente porque costuma ser bastante incômodo e, ainda, acompanhar um barulho de batida “seca”.

Além disso, ao passar por ondulações mais fortes no piso, como lombadas, se torna possível perceber que o veículo balança de maneira contínua, chacoalhando diversas vezes. Mais um sinal comum e que indica problema no amortecedor é o vazamentos do óleo.

Não há uma quilometragem exata para troca, essa troca vai depender de cada modelo de veículo e da forma de utilização, piso ao qual ele é submetido, entre outros fatores que podem interferir, como ruas sem asfalto que costumam diminuir a vida útil da peça.

Mesmo que o condutor não perceba nenhum dos sintomas que citamos, é fundamental que ele realize inspeções periódicas junto ao seu mecânico de confiança, a fim de verificar se os amortecedores estão funcionando corretamente.

Quais são os riscos para os motoristas de um amortecedor com problemas?

Saber qual é a hora certa de trocar o amortecedor é muito importante, afinal, os riscos de dirigir com o item estourado são muito grandes. Além de comprometer os demais componentes da suspensão, o condutor também coloca em risco a sua segurança e a dos demais.

Um veículo que está em uma estrada e com o amortecedor comprometido, por exemplo, ao atingir uma alta velocidade o risco de um acidente grave aumenta consideravelmente. Pois, em uma curva a sua estabilidade pode ser comprometida, o que pode fazer o carro rodar e até mesmo capotar, já que o carro não deve obedecer em tempo hábil o comando dado pelo motorista.

Outro grave problema que a suspensão comprometida pode gerar é o aumento da distância de frenagem, pois como os pneus passam a receber menos pressão dos amortecedores, eles não aderem da forma adequada com o piso, o que faz com que o tempo de resposta seja maior que o normal e, ao acionar o freio, o condutor pode ficar na mão e bater em algo ou em outro veículo.

Agora que você já conhece todos os detalhes sobre o amortecedor, fique atento aos pontos que apresentamos tanto para que você consiga ajudar o comprador da melhor maneira no momento em que chega à revendedora de autopeças!

Se você gostou deste post, continue a visita em nosso blog e entenda a diferença entre amortecedor pressurizado e amortecedor convencional!

About The Author

Reply