Diagnóstico de amortecedor: entenda aqui como fazer

3 minutos para ler

Sabemos que é fundamental realizar o diagnóstico correto do amortecedor, já que a manutenção do sistema de suspensão de um veículo é, além de item de conforto, uma das partes do triângulo da segurança automotiva.

Inclusive, o amortecedor é uma peça que costuma apresentar sinais claros de que há problemas em seu sistema. Por isso, é importante que você esteja preparado para saber como diagnosticar cada um desses sinais.

Se você tem interesse pelo tema e deseja conhecer informações relevantes sobre as melhores práticas para fazer o diagnóstico de amortecedor na oficina, continue a leitura deste post que vamos apresentar algumas dicas. Confira!

Converse com o cliente

O primeiro passo para fazer o diagnóstico no sistema de suspensão é, sem dúvidas, conversar com o cliente. Afinal, é o proprietário do veículo que anda com ele todos os dias e terá mais propriedade para falar sobre os sintomas que o carro apresenta, como ruídos ou balanços em excesso ao passar por ondulações.

Faça um teste de rodagem

Depois de ouvir o seu cliente, o mecânico deve realizar um teste de rodagem para que ele possa verificar se o carro realmente apresenta os sintomas relatados pelo proprietário do veículo e analisar suas condições dinâmicas, dirigibilidade, comportamento em aceleração e frenagem, etc.

Verifique as condições do sistema no elevador

A próxima etapa deve ser verificar as condições do sistema de suspensão no elevador, para ter uma visão de outro ângulo. Nesse momento, é possível observar, por exemplo, se o amortecedor apresenta alguma quebra de fixação, condição anormal de seus componentes, vazamentos, entre outros.

Remova a peça e verifique as condições na bancada

Mais um cuidado ao realizar a manutenção do sistema de suspensão deve ser retirar a peça para que seja possível verificar as suas condições na bancada, já que fora do veículo é possível ver o item de modo mais preciso e detalhado.

Nesse momento, é possível observar, por exemplo, as condições da haste do amortecedor para verificar se ela não apresenta marcas de ferramentas ou manchas que indicam carga lateral, verificar se não existe vazamento no selo de vedação e se há uma condição de carga de tração e compressão normal.

Agora você já conhece diversas dicas de manutenção no sistema de suspensão e sabe como fazer o diagnóstico de amortecedor! Lembre-se que é fundamental procurar por novas fontes de conhecimento para que seja possível se aperfeiçoar profissionalmente. Dessa maneira você se torna um profissional de referência e, ainda, consegue conquistar novos clientes!

Se você busca constantemente por mais informações no seu setor, assista aos vídeos no canal do YouTube Nakata, contamos com diversos vídeos relevantes sobre o ramo automotivo para mecânicos, como a playlist “Palavra de Especialista”.

Leia também:

Diagnóstico do sistema de suspensão: passo a passo para uma avaliação completa

Peça sem procedência: quais os problemas que ela pode causar?

About The Author

Reply