Jeremy Clarkson analisa o novo Volkswagen Golf GTI

Vejo que Mr. Banksy está por aí de novo. Desta vez ele pintou uma pessoa horrorosa na  lateral da casa de alguém em Bristol, e agora corretores imobiliários estão dizendo que essa casinha de nada, que fica onde, dizem, na ladeira mais íngreme da Inglaterra, pode chegar a valer 5 milhões de libras.

VEJA TAMBÉM:

Sério? A casa ainda é a mesma. Mas ela agora tem no seu final de telhado uma atraente obra de arte criada por famoso artista local, mas a arte está do lado de fora da propriedade. Desse modo, se o preço da casa disparou, o valor deve ficar para os vizinhos… Porque eles são os que podem vê-la.

Os proprietários, enquanto isso, agora terão que ir para a cama à noite imaginando se algum vagabundo está usando álcool metílico para remover a pintura, pois isso diminuirá o instantaneamente valor da sua casa em cerca de 4,7 milhões de libras. O que Mr. Banksy lhes deu virou um pesadelo.

Fico imaginando que se o Mr. Banksy gosta de dar sua arte para estranhos, ele deve parar com as pinturas em suas casas e muros de jardim. Em vez disso, deve colocá-las em carros.

Tiguan não se destaca em nada

Eu estava pensando sobre isso porque recentemente dirigi o novo Volkswagen Tiguan. É um SUV perfeitamente sensato, bem construído e bem-pensado. Como quaisquer outros com esse jeito que emporcalham o mercado neste momento. Ele não se destaca em nada. A menos que tivesse um Banksy na porta do motorista…

foto legenda 04 coluna 1318 novo tiguan
“Dirigi o novo Volkswagen Tiguan. (…) Ele não se destaca em nada”

Talvez eu devesse fazer uma coisa. Sou razoavelmente bem conhecido, assim eu poderia à noite entrar sorrateiramente na sua garagem e pintar uma figura de qualquer coisa que me venha á cabeça na tampa do porta-malas, depois acharia um site para que todo mundo soubesse que o carro é realmente um autêntico Clarksy.

O único problema disso, claro, é que não demoraria para eu ser preso e ter que ir à um tribunal, onde uma mulher posuda com saia de tweed me chamaria de vândalo, diria ser inapropriado pintar um nu no carro de um estranho e me condenaria a algum trabalho comunitário.

Mas vamos voltar ao trabalho, que é escrever uma matéria de mil palavras sobre o Tiguan… Não dá. Seria como escrever sobre uma posta de peixe ou uma garrafa de leite. Ele tem um motor 2-litros, algumas janelas e ar-quente. Desse modo vou deixar o tempo de lado e lhe mostrar outra coisa. Acabou.

Mudança para o Golf GTI

Passemos para outro carro que dirigi faz pouco tempo, o novo VW Golf GTI. Nisso sou especialista. Quando gravamos o programa “Who Wants to Be a Millionaire?” eu sempre me reunia antes com os suarentos participantes e explicava que se lhes perguntassem sobre mitologia grega ou a escritora Hilarty Mantelm, ou pavê, ou árvores, ele deveriam telefonar para um amigo, ou perguntar para a plateia — ou se mandarem do estúdio, pois o “pergunte ao anfitrião não adiantaria nada.

Um deles invariavelmente me pergunta o que eu sei, e é muito fácil. Rock progressista de 1971 a 1976 e o Golf GTI Mk 1. Conheço também  um pouco do Mk 2, mas depois as coisas começam a ficar confusas porque o Mk 3, Mk 4, Mk5 e Mk 6 são todos um pouco entediantes. Então veio o Mk 7 (a sétima geração, última produzida no Brasil), comprei um. Era um carro incrível — prova de que uma cosa pode realmente ser tudo para todos os homens — mas agora ele se foi e em vez dele temos o Mk 8.

De início, as coisas parecem bem, pois ele tem o mesmo chassi do Mk 7 e o mesmo motor, logo o desempenho também é igual. Todavia, fora isso as coisas começam a parecer menos boas,  porque o carro… hum, não é.

Ele é, falando de uma maneira geral, de mesmo comprimento do carro anterior, mas de algum modo parece maior e mais flácido. E realmente não há mudanças no desenho que distingam esse modelo — o ícone — de seus insossos irmãos. Ele não sai gritando GTI.

Problemas do Golf GTI

Há também alguns problemas dentro, o principal deles o sistema de infotenimento, projetado por entusiastas de laptop que crêem que só porque uma facilidade pode ser aplicada, deve sê-lo. Não deveria, porque quando se tem possibilidade de mudar a emissora de rádio, escolher novo destino, ajustar a suspensão ou mudar o peso do volante, você está a caminho de terminar numa tela que confunde e incomoda qualquer um que tenha mais de 12 anos.

Os chefões das empresas precisam aprender a dizer a  esses fetos que empregam para trabalhar com esses sistemas que, a menos que se comportem como adultos, não haverá mais sorvete na hora do chá.

Fora isso, contudo, o interior do Mk 8 é uma sinfonia de bom gosto e bom senso, com alguma história embutida. Pode-se, por exemplo, ter o mesmo estofamento que o Mk 1 tinha. E se o câmbio for o manual, a manopla do câmbio é a mesma bola de golfe.

novo golf gti 2021 14
“Interior do (Golf GTI) Mk 8 é uma sinfonia de bom gosto e bom senso”

Tem mais. No Mk 7 — e isso é o que me torna o perfeito anfitrião do “Who Wants to Be a Millionaire? por conhecer o assunto — não é possível ter teto solar se o carro tiver rodas de 19 polegadas. Não sei por que, mas me preocupa. Diz-se que é porque com as rodas grandes a carroceria se flexionaria, levando à quebra do vidro do teto solar. Mas de qualquer maneira pode-se ter um agora.

Não porque se deveria, pois teto solar é perda de tempo e dinheiro. Não adicionam nada ao carro senão ruído.

“Céus, como é bom”

Dirigindo? Céus, como é bom. Mais do que bom, é excepcional. A falta de uma baixa exuberante sugere que o onipresente motor 2-litros turbo foi calibrado para salvar ursos, mas há sempre um baixo e continuo rosnar dos escapamentos para se saber que na verdade não foi que aconteceu. Ele é realmente rápido.

E como é ágil. Não importa que ajuste de suspensão se escolha — este carro simplesmente ama ser tocado rápido numa estradinha secundária. E quando se trata apenas de voltar para casa, é confortável e também tem boas maneiras. Essa é parte do truque que não se vê em outros hatches rápidos. Eles são bons de curva ou muito moles. O Golf GTI é as duas coisas…

Dizem que John Lewis vende somente o que se precisa, não o que se quer. É onde se vai comprar pias ou travesseiros. Caso se queira um broche de diamante junto com partes de primeira peruca do Elton John, deve-se procurar outro lugar. O Golf GTI é então o John Lewis dos carros. Se você acha que o local parece um tanto tranquilo, avise-me. Qualquer noite dessas vou até lá com alguns pincéis e dou uma animada no ambiente…

Conhece o The Grand Tour, apresentado por Jeremy Clarkson? Então, assista ao vídeo!

Fotos: Volkswagen | Divulgação

About The Author

Reply